Folha de BarbacenaMotivaVida da gente

UFSJ: equipe do curso de Geografia realiza mapeamento da Amazônia

"A Amazônia em si nos ensina muito; cada visita é um aprendizado diferente"

Ana Luísa Teixeira, pós-graduanda em Geografia (PPGEOG/UFSJ), faz parte de uma rede mundial de mapeadores chamada YouthMappers. Ela lidera um dos projetos dessa rede na Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ), o Unificar Ações e Informações Geoespaciais (UAIGeo), coordenado pela professora Silvia Ventorini. Em função desse engajamento, ela foi contemplada pela National Geographic com financiamento para levar o projeto à Amazônia.

A equipe é composta pelos docentes do Departamento de Geociências da UFSJ, professores Silvia Elena Ventorini, Leonardo Cristian Rocha e Mucio do Amaral Figueiredo; discentes do bacharelado em Geografia, Jean Euzebio Lima e Rafael Quetz Marques Oliveira. A Universidade do Estado do Amazonas também participa, com o professor do Centro de Estudos Superiores de Tefé (CEST/UEA), Francisco Davy Rabelo, e as alunas do curso de licenciatura em Geografia, Paula dos Santos Silva e Keit Gomes Pereira.

“Essa foi a segunda vez neste ano que a equipe foi para a Amazônia. Na primeira, fizemos um reconhecimento de campo e algumas análises. Nesta, fomos com o objetivo principal de desenvolver parte do meu projeto financiado pela National Geographic Society intitulado Collaborative mapping to reverse the invisibility of riverside communities in Amazon (Mapeamento colaborativo para reverter a invisibilidade de comunidades ribeirinhas na Amazônia). Tivemos também apoio financeiro da Reitoria da UFSJ, de infraestrutura da UEA e logístico da Defesa Civil de Tefé e do Instituto de Desenvolvimento da Amazônia”, destaca a jovem exploradora.

O projeto se embasa em dois workshops: em Tefé, no mês de maio de 2022, a pauta foi o mapeamento por meio de plataformas colaborativas. O segundo está marcado para outubro, na UFSJ, com o tema cultura amazônica, pelas equipes da UEA.

O foco principal desses encontros é a capacitação dos alunos e a oportunidade de articularem frentes de pesquisa. Durante o desenvolvimento do projeto, a ideia é gerar e finalizar o mapeamento de todo o município de Tefé no OpenStreetMap.

Ana Luísa conta que, a cada vez que na Amazônia, é possível constatar alterações, com destaque para cenários totalmente diferentes devido às chuvas na região. “Eu nunca imaginei que um dia visitaria a Amazônia, nem que teria tantas oportunidades para expandir meus horizontes. A Amazônia em si nos ensina muito; as vivências do dia a dia em uma comunidade ribeirinha mostra muito sobre esses povos tradicionais. Cada visita é um aprendizado diferente. Nunca me esquecerei do tanto que essa pesquisa influi nos meus aprendizados.”

0

User Rating: Be the first one !

Comentários:

Isabella Paolucci

Jornalista, fã de filmes e séries, k-poper e sagitariana.

Artigos relacionados

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios