EconomiaFolha de BarbacenaMulher feita

Mulheres terão novas regras de aposentadoria em 2022

Em 2022, a idade mínima será de 61 anos e seis meses

No ano de 2022, novas regras serão implementadas para aqueles que desejam se aposentar pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Para as mulheres, as medidas serão mais rígidas, ocorrendo mudanças nas regras de transição por idade mínima ou pontos.

Agora, aquelas que desejam se aposentar deverão estar com 61 anos e seis meses. Anteriormente, eram válidas as regras para pessoas já no mercado de trabalho antes de Reforma da Previdência ser promulgada em 2019, estabelecendo a aposentadoria quando a mesma atingisse os 60 anos. A regra de transição vai terminar em 2023, desta forma, a idade para a trabalhadora se aposentar será fixada em 62 anos.

Em relação aos homens, não houve alteração. A idade mínima para ter acesso ao benefício continua sendo 65 anos. Dessa forma, a cada ano é acrescentado 1 ponto à soma para permitir a aposentadoria dos trabalhadores:

Neste ano, a pontuação para as mulheres terem direito ao benefício será de 89 pontos, além da contribuição de pelo menos 30 anos junto ao INSS, ou seja, se ela estiver com 57 anos e 6 meses, ainda sim poderá conquistar a aposentadoria em 2022. Lembrando que a regra é válida apenas para aquelas que já estavam no mercado de trabalho antes da Reforma da Previdência.

Regra de Transição por Pontos

É o resultado da soma do tempo de contribuição, com a idade do trabalhador, que aumenta ano a ano até atingir o limite de 100 em caso das mulheres e 105 para os homens em 2033. Em 2022, o limite feminino é de 89 pontos e o masculino é 99.

A comprovação do tempo mínimo de contribuição, sendo para elas de 30 anos e para eles de 35, será necessária.

0

User Rating: Be the first one !

Comentários:

Isabella Paolucci

Jornalista, fã de filmes e séries, k-poper e sagitariana.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios