Folha de Barbacena

Governo de Minas cria Complexo Hospitalar de Barbacena

Integração do Hospital Regional e Centro Hospitalar Psiquiátrico ampliará o atendimento para moradores da cidade e outros 50 municípios da região

O Governo de Minas anunciou, na última sexta-feira (06/05), a criação do Complexo Hospitalar de Barbacena (CHB), que reúne o Hospital Regional de Barbacena Dr. José Américo (HRB-JA) e o Centro Hospitalar Psiquiátrico de Barbacena (CHPB).

O Complexo irá ampliar os serviços prestados aos 51 municípios que, juntos, têm população de cerca de 800 mil habitantes e irá fortalecer a Linha de Cuidado do Adulto. Entre as ações previstas estão a estruturação e a habilitação de leitos de cuidados prolongados, voltados para a reabilitação de pacientes. Antes, as duas unidades possuíam processos de trabalho distintos e pouco integrados, principalmente na parte assistencial.

O CHB recebeu R$ 3,7 milhões em emendas parlamentares federais, tendo sido investidos até o momento R$ 2,9 milhões em equipamentos. Entre os itens adquiridos estão: camas hospitalares, carro de emergência, ventiladores pulmonares, analisador de gases respiratórios, estimulador neuromuscular, sistema de vídeo endoscopia flexível e marcapasso cardíaco externo, eletrocardiógrafo e monitor de pressão.

Além disso, para 2022, a Governo de Minas, por meio da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), investirá R$ 6,3 milhões na aquisição de mobiliários, cadeiras de rodas e camas hospitalares, um tomógrafo, ultrassom portátil, perfurador ósseo, sistema digitalizador de imagem radiográfica.

Ganhos

O governador enfatizou que a maior estruturação da Saúde vai beneficiar a população de vários municípios. “Com a criação do Complexo Hospitalar de Barbacena, a região de Barbacena contará com mais verbas, leitos e equipamentos para atender melhor às pessoas”, explicou.

Zema lembrou que um dos maiores problemas na área da saúde é a falta de método e planejamento. “A agilidade é fundamental para salvar vidas. A população será melhor servida com a integração dos serviços do Hospital Regional com o Centro Hospitalar Psiquiátrico. Estamos devolvendo os recursos para a população, que são os pagadores de impostos”, disse.

Leitos 

Há ainda a previsão de reforma das instalações físicas do Hospital Regional de Barbacena Dr. José Américo, com adequações estruturais nos prédios assistenciais, possibilitando a ampliação de 75 novos leitos no Complexo Hospitalar. Entre eles, leitos cirúrgicos, clínicos e de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) adulto.

Por meio do Valora Minas, política de atenção hospitalar que tem o objetivo de desburocratizar o repasse de recursos e melhorar o atendimento aos usuários do SUS, o CHB, referência em trauma e acidente vascular cerebral (AVC), foi contemplado com 11 leitos de AVC, sendo cinco de AVC integral e seis leitos de AVC agudo; e oito leitos cirúrgicos para a traumato-ortopedia.

Também foi firmado um aumento de R$ 2,3 milhões nos repasses anuais para o Complexo, para aprimorar o atendimento à população por meio da ampliação de leitos e aumento da resolubilidade nas especialidades de média e alta complexidade.

Protagonismo

O secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, afirmou que o Governo de Minas não entrega apenas o Complexo Hospitalar, mas devolve a Barbacena e a toda a região o protagonismo do hospital, porque era o único pronto-atendimento aberto.

Fábio lembrou que, em 2018, o governo passado investiu apenas R$ 4 bilhões na Saúde e que a atual gestão mudou essa realidade. “O estado tinha obrigação de investir R$ 6,5 bilhões pelo mínimo constitucional, mas foram só R$ 4 bilhões. Ano passado, a gente tinha que investir R$ 8,5 bilhões. Nós pagamos R$ 9,6 bilhões. Isso vai ficar para sempre. É transformador porque nunca se investiu tanto”, resumiu.

Cuidados prolongados

Em 19 de abril, a Comissão Intergestores Bipartite do Estado de Minas Gerais (CIB-SUS/MG) aprovou a habilitação de 25 leitos da Unidade de Cuidados Prolongados (UCP) no CHPB, para retaguarda à Rede de Urgência e Emergência da macrorregião Centro Sul. Os leitos já funcionam há dois anos na unidade, custeados pela Fhemig, e recebem pacientes com necessidades de reabilitação, egressos do HRB-JA.

Reorganização

A partir desta reorganização, o CHB passa a integrar o grupo que reúne também o Complexo Hospitalar de Urgência e Emergência (hospitais João XXIII, Infantil João Paulo II e Maria Amélia Lins), criado em 2020, e o Complexo de Especialidades (hospitais Júlia Kubitschek e Alberto Cavalcanti), em 2021.

 

Fonte: Agência Minas.

0

User Rating: Be the first one !

Comentários:

Thiago Rossi

Formado em Comunicação Social pela UNIPAC e pós-graduado em Gestão Cultural pelo Senac/BH. Jornalista, escritor e curioso.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios